The XX: Eu vejo você, e blue Phase

10.5.17

Essa minha vontade de traduzir as vezes destroem os títulos dos meus reviews aqui no Agridoce, no entanto, ainda creio que existe uma parcela de que ignora minhas gafes, (suspiro), então aqui estou, com um título ruim e... Eu procrastinei demais, além da falta de tempo, estava com medo de escrever algo precipitado e verde, havia essa necessidade de captar toda a estética sonora desse álbum, e te asseguro de que esse será o melhor review desse ano... até agora.

I See You, o terceiro álbum do The XX, soa como uma tentativa de incorporar todos os talentos em uma nova versão de seu som, verdadeiro caminhando para suas raízes, mais rico e mais variado.



Em termos de material de produção The XX mantém sua personalidade, mas para quem conhece o trabalho paralelo de Jamie XX,  o produtor e programador com sua habilidade infalível de encontrar ritmos que se encaixam com as emoções, fez com que cada melodia obtivesse sua batida perfeita. Pode notar um escoamento de similaridades sonoras do projeto com as músicas de I See You. Fica visível na grande faixa de abertura Dangerous, Replica. E para quem não sabe do projeto é só clicar aqui, aqui ou aqui para conhecer um pouco. As amostras de Jamie xx formam a espinha dorsal de várias canções, permitindo que eles se mudem para um território que seria impossível com uma guitarra, um baixo ou percussão programada, por exemplo. A essência de Jamie xx é facilmente reconhecível no momento em que você ouve, permitindo que sua memória preencha os espaços em branco como a música se move e muda em torno dele.

O Aesthetic voltado para o tom azul e atenta a fotografia dos videoclipes que revelam-se saudosistas a juventude londrina.

Quanto a Romy e a Madley Croft não há grande alcance ou profundidade em suas vozes, mas eles são espertos e engenhosos cantores, capazes de dar forma ao significado através de sutis inflexões e mudanças no fraseado, seja pela construção das letras ou pela divisão vocal que incita uma personalidade, trazendo a mágoa, impotência, medo... "Performance" e "Brave for You", ambos são músicas clássicas do The XX , eles estão nus e de reposição, com cordas e guitarra Madley Croft e um monte de silêncio. Cerca de um terço do álbum funciona com arranjos abertos como este, enquanto outros fazem um uso criterioso de amostras e camadas de sintetizadores e sequenciadores. "Dangerous" abre o álbum com uma explosão surpreendente e é logo de cara que você pensa ''isso será diferente'', não é só o diferente, é melhor que Coexist.


Inspirações: Cortes de cabelo curto

1.5.17
Eu tô numa indecisão terrível sobre cortar ou não o cabelo. O mais curto que já tive o cabelo foi na altura do ombro e mesmo assim ainda era um medo terrível de me arrepender por ter cortado demais, com a moda do cabelo long bob e com tantas pessoas próximas cortando o cabelo bem curtinho tô criando mais coragem e decidi trazer um post recheado de inspirações para ver se agora vai, né?

Cabelos curtos com franjinha


Eu amo cabelo curto com franja, desde os curtos quase médios, até os curtinhos quase tigelinha mesmo, mas sou suspeita em falar, já que amo franjas desde sempre e acho muito legal brincar com a o tamanho da franjinha também, deixar ela curtinha, super desfiada, assimétrica e etc. Dá todo aquele toque moderno para o corte.

Cabelos curtos Joãozinho/Pixie


Apesar de ter muita gente que torce o nariz (E realmente não sei o porquê), eu adoro esse corte, se ele combinasse com meu estilo com certeza cortaria. Esse é o tipo de corte que você precisa ter não só coragem mais atitude, não pense que atitude significa ter um estilo malucão, você pode ser meiga, gótica, clássica e etc. Apesar de ser um corte ousado é aquele tipo de corte bem democrático, sim!

Cabelos curtos cacheados


E quem falou que cacheada/crespa não pode ser maravilhosa de cabelo curtinho também? Só amores, com o corte no estilo Joãozinho, bem curtinho ou um black mais próximo a raiz eu acho mega incrível e dá um poder, uma personalidade super marcante.

Cabelos curtos para onduladas


E pra onduladinhas também tem várias opções legais, bem curtinhos mostrando a nuca, super desfiados ou até mesmo um curto com bico, só amores. 

Cabelos curtos para lisas


As lisas podem amar e abusar do cabelinho curto sem medo, optar por volume e pontas desfiadas é uma boa escolha pra sair do corte padrãozinho e do channel clássico. Dá pra ser mega despojada e super atual com o cabelinho curto, também.

E vocês? Gostaram as inspirações?

5 instagrans organizados para seguir

25.4.17
Quem é a louca do instagram arrumadinho levanta a mão \o/ Nem precisa ser, pra poder ficar babando nesses instagram's arrumadinhos que a galera tem se dedicado em construir, não é mesmo? Hoje separei alguns que estão longe de serem padrão e que mesmo tendo sua harmonia entre as fotos mostram muito sobre a personalidade da pessoa. Vem ver:

Não é só porque é minha amiga não, mas o instagram da Bárbara tem uma atmosfera muito maravilhosa, como eu disse, foge do arrumadinho clichê trazendo uma mesma estética pra fotos que estão longe de serem óbvias e com cores lindas, você tem a sensação de que todas as fotos foram tiradas no mesmo momento, mas você consegue ver que todas são de diferentes ocasiões, tudo com aquele toque de delicadeza e universo vintage que representa muito quem a Bárbara é.

Essa aqui é uma boneca, me apaixonei de cara pela foto do perfil, a Eloara usa o princípio das fotos com tons rosa, mesmo fotos que outras cores costumam prevalecer a gente é capaz de notar aquele filtro rosa, deixando tudo com jeitinho de barbie, sabe? Só amores, sem falar no estilo fofíssimo que ela  tem e no cabelo ruivo ondulado maravilhoso.

Quem me acompanha, sabe que eu não sou de indicar gente famosa aqui, justamente pelo fato da pessoa já ser relativamente conhecida, mas pra Milla Cabral eu tiro o chapéu, se você olhar pelo celular vai saber exatamente sobre o que eu estou falando. A Milla fez um esquema de transição de cores impecável (tô sonhando com o meu assim). Sério, muita inspiração, capricho e carinho.

A Karla parece uma fada de tão linda e transmite toda a energia vintage/delicada através das suas fotos, aqui a gente não tem um padrão de cores mas um padrão de temperatura, mesmo tendo fotos com tons quentes, as coisas que ela posta me remetem muito o frio, inverno e afins. As fotos são tão delicadas que chegam a ser poéticas, A maior fofura ♥_♥

@gingerdai
Aqui é outra amiga, mas tô indicando porque merece mesmo. A Dai usa os tons amarelos no seu feed, quem é ruiva sabe que tons verdes, amarelos e laranjas privilegiam muito e ficam super legais com a cor do nosso cabelo, então ela investe nesse filtro e em fotos com tons quentes para trazer esse amarelinho, e é como eu disse lá em cima, mesmo tendo um padrão de cores é possível conhecer muito sobre a personalidade de cada um, o da Dai é a prova disso.

Por hoje é só, vocês querem que eu traga mais posts com feeds inspiradores?