Resenha: Batom Carol Linha Bruna Tavares by tracta

28.8.16
Quando a Bruna (Pausa para feminices) avisou nas suas redes sociais que iria lançar uma linha com uma pegada diferente e mais voltada para ela que para o blog eu fiquei maluca, todo dia ia no instagram dela ansiosa pra saber mais sobre o lançamentoa, afina, tudo que essa mulher lança é sucesso na certa. A linha é em parceria com a Tracta mais uma vez, porém não é do projeto T.blogs.
Quando ela lançou senti um pouco de dificuldade de encontrar e meu namorado que já sabe da minha paixão por batons acabou me dando a cor Carol da linha, ele disse que gostou da cor porque era parecida com as cores que eu tinha, ele super acertou, né?
No quesito pigmentação eu não tenho nem o que falar, o batom tem uma pigmentação incrível e que com apenas uma camada te proporciona a cor bem fiel a embalagem, eu gosto desses aplicadores maiores,acho mais fáceis de usar. 
A cor é linda, assim como todas as outras cores da coleção, porque são cores que realmente combinam com todos os tons de pele (na minha opinião). Quero todas, sério!
A durabilidade é incrível, te permite ficar muitas horas do dia com ele sem precisar de retoques, eu achei uma das melhores durabilidades de todos os batons que tenho, tão bons quanto os da quem disse berenice que tem uma fixação óteeeema, mesmo comendo e falando bastante o batom permanece na boca.
Mesmo ele cumprindo tudo isso não é um batom que fica seco e craquela na boca, tem aquele aspecto mais sequinho sim, mas não é aquele tipo de batom que fica duro, porém, indico que seja usado um lipbalm antes para que ele não fique incomodo nos lábios. Pra quem não curte batom sequinho a Bruna lançou também uma linha de batons em bala que também são mate e prometem resultados tão bem similares, vou comprar e tentar resenhar pra vocês o mais breve possível.
A embalagem como sempre um amorzinho, amei o formato da embalagem do batom, mais fininho e compacto e adoro essas letras metalizadas.
O preço acho médio, você consegue encontrar na faixa de 26,90 e 29,90, o que faz o custo benefício valer super a pena, sério, é aquele batom que você não consegue ficar sem.
Para achar o batom na sua cidade clique aqui
Maiores informações clique aqui
E vocês? Gostaram? Usariam essa cor?

Projeto Em Foco: Amor

25.8.16
Quem me acompanha há algum tempo se lembra que eu fazia parte de alguns projetos e um deles era o Lente Criativa(pra quem não se lembra), infelizmente o projeto meio que acabou e eu tava me sentindo carente de projetos, depois de muito enrolar acabou que conversando com um grupo de amigos que também faziam parte do Lente Criativa decidimos reativar a ideia inicial do projeto: fazer desafios com temas para estimular a criatividade e ai nasceu o Em foco, que é um projeto fotográfico direcionado para blogueiros compartilharem através de postagens coletivas os seus desafios e suas fotos. 
O tema que desse desafio é amor, fiquei bastante tempo pensando sobre e o que me vinha na cabeça era meu namorado, corações e flores vermelhas, embalando nesse clima saíram algumas fotos, clica na música antes e vai rolando.

Eu não pensei em algo mirabolante e sim em algo simples, delicado e sútil, como uma tela branca que precisa ser pintada, como eu vejo o amor. O amor é simplicidade, é saber fazer dessa tela branca uma grande pintura, quando o amor existe (seja de amigo, namorado, marido, mãe ou filho) tudo se torna simples, nada é difícil porque você sabe que o amor prevalece.
"Se a gente se casar domingo
Na praia, no sol, no mar
Ou num navio a navegar
Num avião a decolar
Indo sem data pra voltar
Toda de branco no altar
Quem vai sorrir?
Quem vai chorar?
Ave maria, sei que há
Uma história pra sonhar"
Mesmo que algumas pessoas sejam taxadas como frias, ou que mostram que o amor pode ser algo banal, eu ainda acredito no amor. Na simplicidade de um gesto simples, daquela sensação boa de poder receber e se doar sem esperar nada em troca.

E vocês? Gostaram do projeto? O que o amor significa pra vocês?

Confira o post da Monique sobre o projeto>> Clica aqui
Participe do projeto também, clica na imagem acima.

Todos os meus demônios me cumprimentam como um amigo - Álbum Review

24.8.16

★★
Título: All My Demons Greeting Me As a Friend
Lançamento: 11 de março de 2016
Artista: Aurora Aksnes
Gravadora: Decca Records
Gênero: Electro Pop, Art Pop


All My Demons Greeting Me As a Friend (Todos os meus demônios me cumprimentam como um amigo, em tradução livre) é aberto com a levemente sombria Runaway, as canções são elevadas para um lugar entre o feérico e assustador. Uma compilação que ao meu ver deve ser classificada como um folk eletrônico, o uso de elementos físicos e sintéticos para a composição melódica contribuem mutuamente para o produto final. Além das músicas, o que mais gostei foi o nome dese álbum, original, abarcado por contos infantis, não só isso, toda a obra possui uma referência nórdica familiar. É como uma viagem em que a viajante é cheia de vulnerabilidades e implora para voltar para casa.


Performance teatral o emocional a flor da pele conduz o videoclipes e apresentações ao vivo, com um olhar assustado e o vocal cristalino Aurora evolui como artista.

A partir de Runaway a faixa te conduz diretamente para Conquer , que é borbulhante e positiva, mas também exigente. A música explode em um coro repetitivo sobre sentir-se vivo que dá ao álbum um pontapé de energia que dura por todas as doze faixas. Warrior é mais um dos poucos momentos otimistas do álbum, embora ela comece dizendo "I adormeci nas minhas próprias lágrimas." Certamente não é positivo, mas é vulnerável e que o poder se sente muito real e autêntico. O coro ecoa uma mensagem inspiradora sobre amor próprio - "deixe o amor conquistar sua mente, guerreiro." 



Em Through the Eyes of a Child, Aksnes exala de uma forma que a respiração se torna parte da melodia e em um dos momentos mais fortes do álbum, a balada (que é uma das minhas favoritas) Under The Water, ela se harmoniza e se romantiza  com o afogamento. "Corações vão sonhar novamente / Pulmões vão respirar em lavar o pecado / É onde começa",. O efeito é fascinante  em como as letras desvendam um novo mundo além do seu casulo, a voz conduz o ouvinte para o selvagem de sua imaginação.



Running With The Wolves, Lucky e Winter Bird são uma trilogia interessante, os vocais de Aurora são ferozes e obtém juntamente a harmonia a sensação de escapismo, é tudo muito intenso e temático que oscila entre o sombrio e mágico, algumas faixas se edificam de forma tão soturna que não distanciam-se do que você ouviria em uma missa de réquiem. Então há Bird Winter, e você chega facilmente a conclusão de que está ouvindo uma Bjork mais jovem cantar sobre os bosques verdes islandeses, opa, noruegueses. Aurora muda seus temas de vitória e perda com Murder Song (5, 4, 3, 2,1). Wisdom Cries é profunda e instigante uma faixa muito bonita que contribui para a atmosfera sombria que o álbum atinge em determinados momentos. A obra é bem consistente dando maior credibilidade a cantora em seu álbum de estréia. Se quiser conhecer um pouco mais os demônios da Aurora, o álbum conta com 17 faixas, pode ouvir sem medo, com certezas esses demônios te recepcionarão como bons amigos.

Para quem não conhecia e quiser saber um pouco mais, já postamos uma matéria sobre a AURORA ano passado é só checar, o álbum completo pode ser acessado pelo Spotify e Deezer.