Resenha: Vanilla Sky

4.3.15

"Vanilla Sky" (o nome vem de um quadro valioso de Monet). Considerado um filme cult. Pode não parecer no início mas Vanilla Sky é futurista e mexe com a nossa cabeça, tem até gente dizendo que precisou assistir três vezes para poder entender. Mas para a sorte de vocês (e a minha, convenhamos) sou leitora e telespectadora sagaz, não consigo assistir\ler sem criar suposições e teorias mirabolantes, e compreendo o incompreensível mesmo aquelas obras que cientificamente improváveis. A seguir explicarei como funciona o universo Vanilla. Preparados para uma viagem? (Porque tanto faz, eu vou resenhar do mesmo jeito).




O filme é velho mas contém uma essência que eu queria mostrar a vocês, toda essa relação de evolução tecnológica e científica somado ao perigo das escolhas e as pessoas que penetram em nossas vidas de forma irreversível. Tópico comum nos anos 1990 até meados de 2000, Vanilla Sky foi lançado em 2001 e protagonizado por Senhor Master Sorriso, nosso adorado (e põe adorado nisso) Tom Cruise, a Pantera Fatal (só que meio desorientada e dependente em Vanilla) Cameron Diaz com seu cabelo louro Fugaz, meu velho amigo Kurt Russell e aquela menina de ascendência hispânica: Penélope Cruz. Pelo elenco você já imagina a produção. Muito bem bolado, embora os produtores tivessem o poder de explorar muito mais a ideia em pauta. O que não foi feito, no entanto, foi até bom não incrementar muito a história para o público não ficar alheio a trama. Se já tem gente precisando assistir três vezes para entender, imagine só se o filme fosse mais recheado. Menos Vanilla é Mais. 
Então, seguindo o mesmo modelo da última resenha, separei alguns trechos do filme que achei importante ou impactante, infelizmente não encontrei em português.



O longa não segue ordem cronológica convencional, pedaços do passado de David Aames (Tom) são apresentados como presente. A história inicia-se com um sonho de David correndo em ruas vazias. David tem um caso amoroso com Julie Gianni (Cameron Diaz) e na festa de seu aniversário conhece e se apaixona por Sofia Serrano (Penélope Cruz), apresentada a ele por seu melhor amigo. As coisas começam a se complicar quando sua amante, Julie, furiosa e com ciúmes decide se suicidar jogando seu carro por um viaduto e com a companhia de David. Ela morre e ele sobrevive, porém com o rosto desfigurado e o braço direito destruído. 




Simplificando; todas as cenas após o acidente, são sonhos que ele tem enquanto está congelado criogenicamente.  Tomou vários comprimidos e ficou desacordado, quase morto, foi congelado a pedido,pois acreditava que no futuro a medicina estaria evoluída e recuperaria seu rosto desfigurado por causa do acidente. O psicólogo dele interpretado por Kurt Russell é uma junção de figuras paternas que ele não teve a oportunidade de ter quando criança, o psicologo é a ideia de um pai. No fim quando ele salta, (não vou dizer o que acontece) foi uma condição que seu subconsciente estabeleceu para ser reanimado já que seu maior medo era o de altura, vencendo seu medo ele estaria pronto para se despertar do congelamento e voltar a vida

     
O lance fascinante dessa história não é somente a confusão mental, o mistério e a expectativa que a circunda, são as ideias transumanistas exploradas e sobre o Sonho Lúcido, acordado, porém vivendo o prazer de sonhar. Quanto ao Transumanismo é uma filosofia emergente que analisa e incentiva o uso da ciência e da tecnologia, especialmente da biotecnologia, da neurotecnologia e da nanotecnologia, para superar as limitações humanas (intelectuais, físicas e psicológicas), e, assim, poder melhorar a própria condição humana, e a Criônica que é o processo de preservação em baixas temperaturas de humanos e outros animais que não podem mais ser mantidos vivos pela medicina contemporânea, na esperança de que a cura e reanimação sejam possíveis no futuro. Fascinante, não? 

E aí? Vai assistir ou vai ficar de bobeira na internet? Assista e comente aqui o que achou!


Ficha Técnica
Direção: Cameron Crowe
Roteiro: Cameron Crowe
Tom Cruise
Paula Wagner

Ano: 2001
Gênero: Drama\Distopia
Trilha Sonora: AQUI
Avaliação Pessoal: ★★★★

Comente com o Facebook:

15 comentários :

  1. Oi :3
    Sempre ouço falar desse filme, nunca parei para ver sobre o que realmente ele fala, mas me pareceu tipo Matrix, e eu amo matrix :3 então com certeza vou assistir *-*
    Achei a forma como você absorveu tudo bem legal e como interpretou também, espero que eu consiga entender também kkk
    Seguindo <3
    beijos

    http://umagarotanadaencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nathalia. Assista o filme, tem romance, talvez vc goste.

      Xoxo. Continue nos acompanhando

      Excluir
  2. Oii
    Adorei seu blog, estou te seguindo
    Participa do sorteio que tá rolando lá no blog!!
    Bjuss

    ♥ Link do sorteio AQUI ♥

    ResponderExcluir
  3. Ainda não assisti e foi bom ter vindo aqui hahahahaha
    Anotei pra não esquecer, falei sobre em janeiro e deixei o assunto morrer

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não assisti por ser um filme futurista. Vou ver se assisto e perco esse preconceito hahaha.

    http://pausaproretoque.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Epa! Parece que temos uma esquerdista aqui no blog.
      Tem que se abrir para novas experiências, Duda.

      Xoxo. Continue nos acompanhando

      Excluir
  5. Oie, primeiramente estou bem impressionada com a sua resenha, super bem feita! Segundo, nunca tinha ouvido falar desse filme mas fiquei bem curiosa pelas cenas que vi, e essa história de congelamento? OMG. Fiquei curiosa, hahah
    Beijão!
    Compra-se Um Fusca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o poder de Tom Cruise em ação, na verdade, é o poder do dinheiro do persona dele. haha, assista, moça! Vc vai gostar.

      Xoxo. Continue nos acompanhando

      Excluir
  6. Menina, você sambou na resenha. Não conhecia o filme acredita? Estou tãaao preguiçosa para filmes, livros e tudo mais, sério, o que é um pecado né? Preciso organizar minha rotina melhor porque está complicado D:
    Adorei o elenco *-*
    Valeu a pena Esperar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas que blasfêmia! Tem SIM que arranjar um tempo para filmes e livros. Enfie um pouco de cultura nessa sua rotina! haha

      Excluir
  7. Olá............bom...eu sou muito suspeita pra falar desse filme, pois pra mim, esta entre os cinco melhores filmes que já assisti na vida. A fotografia é perfeita, o contexto, e não tem como não citar a trilha sonora impecável.Bom, mas falando do filme, eu já vi várias teorias sobre ele, uma das teorias que eu não gostei e me recuso a acreditar rs...é que o sonho do David começou na festa de aniversário dele, quando ele chega com dois sacos de gelo nas mãos (aquela luz branca forte). Que a Sofhia era somente fruto da sua imaginação e sonho lúcido. Nossa odeio essa teoria kk.....Eu super concordo com a sua, é exatamente o que eu penso.Tudo começa após a boate, quando a Sophia acorda ele. Bom, é isso,essa é minha opinião.Ah...e o final do filme com aquela musica do Sigur Ros The Nothing Song"/"Njósnavélin,aquele final....ahhhh que coisa linda...um dos finais mais lindos de um filme pra mim. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Black Mirror chupinhou muito desse filme, eu curti demais. Confiram minha ReZenha:

    http://rezenhando.wordpress.com/2016/12/08/rezenha-critica-vanilla-sky-2001/

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Imagino um final diferente do normal, por dois motivos:

    1) Logo no início do filme, vemos que David estava tendo um de seus pesadelos (no qual está sozinho na Times Square), quando é acordado pelo despertador (uma gravação de Julie dizendo “Abra os olhos, David”);
    2) No final do filme, a mesma frase é dita.

    Será que Sofia nunca existiu, e ele vai acordar novamente na cama com Julie; ou pode até mesmo, acordar no apartamento de Sofia?

    Eu prefiro pensar que ele teve uma premonição do que poderia acontecer, e que não deve entrar no carro com Julie.
    Isso seria algo como segunda chance, assim como ocorreu no filme Click, de Adam Sandler.

    Na cena final, quando David se despede de Sofia, há um dialogo que reforça a minha percepção sobre o final do filme.

    David diz: Eu te perdi quando entrei naquele carro, sinto muito; Lembra o que você me disse uma vez, que cada minuto que passa, é mais uma chance para recomeçar tudo.
    Mas é surpreendido pela resposta de Sofia: - EU VOU TE ENCONTRAR DE NOVO.
    Ele fica um pouco pertubado com a resposta, e diz: - Vamos nos encontrar de novo em outra vida, quando formos gatos.

    Imagino que ele tenha percebido algo; talvez que estivesse realmente sonhando.

    Fatos importantes:
    1) A mente de David, foi capaz de criar todo aquele universo, inclusive o "suporte técnico", afirma que David só conhecia Sofia apenas 1 dia, e que toda aquela personalidade que ela tinha durante o tempo que passou no sonho, foi tudo inspirada num filme que ele viu. Sendo assim, até mesmo a frase do gato, pode ter sido algo que ele viu em algum lugar. (o que também reforçaria o fato, que ele acordou no momento antes que houvesse o acidente de carro.)

    2) Na cena final, Sofia aparece com a mesma roupa que ela estava no dia da homenagem a David (seu velório); como ele imaginou ela com a mesma roupa, sendo que ele não a viu? (mais uma prova que tudo não passou mesmo de um sonho)

    3) O Assistente Técnico, fala com David no elevador, sobre CONSEQUÊNCIAS... Similar ao que acontece com Adam Sandler, que toda a escolha, teve uma consequência...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu comentário foi extraordinário, tudo foi um sonho. Concordo.

      Excluir

Você não precisa de um blog para comentar <3
Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?