FROOT & Marina And The Diamonds, a aceitação

7.10.15

As músicas da Marina Diamands, vocalista do Marina And The Diamonds (embora o Diamonds se refira aos fãs e não a banda de fundo), são conhecidas por letras conflituosas e melodias cheias de referências oitentistas nos transportando para uma viagem no espaço atual se contraindo entre batidas e marteladas no piano. 

As expectativas para FROOT eram enormes. principalmente depois do rebu na internet após a publicação de um vídeo no youtube, no qual a cantora anunciava a morte de ELECTRA HEART, o album antecessor, um diamante nato!

Neon Nature Tour
FROOT desapontou por suas melodias fracas, no entanto as letras bem elaboradas (como sempre) foi o que salvou o trabalho. Um álbum sincero, cheio de sentimento e um pedido de desculpa da Marina para ela mesma, visível em Happy. A raiva em Savages e Can't Pin Me Down, a paixão em Froot(faixa título), Forget e I'm a Ruin, as reflexões metafísicas em Immortal e Solitairie. É um álbum que se trata de aceitação após tantas brigas consigo mesma em seus trabalhos anteriores, é a estabilização da paz. Marina se aceita, se conhece e reconhece seus esforços. Quem esperava uma espécie de reedição do seu segundo disco Electra Heart que é focado no synth com sensação teatral e crédito-pesado, se perdeu. Mas, além das guitarras, piano e bateria encontra-se o que realmente faz uma experiência tão incrível o álbum para o ouvinte: as letras. São histórias que vêm do coração do compositor, e é nesses momentos complexos intensamente pessoais, onde a Sra Diamandis conecta mais com seu público.


Neon Nature Tour
Por não tentar definir-se como uma estrela pop, Marina se tornou uma estrela pop em seu próprio direito. Ninguém mais tem criado uma campanha de álbum com tão íntima, apelo elegante, artístico, das canções aos vídeos de música, e por causa disso ela elevou-se a ser a par com a Tove Lo, Lorde, e Lana Del Rey por esculpir seu próprio pedaço do gênero pop. E espero que Froot envia uma mensagem e estabeleça um precedente importante para seus companheiros de artistas pop; você não precisa de 4 produtores, 6 escritores e um punhado de dançarinos para fazer um bom álbum, você só precisa fazer a sua música uma extensão da sua própria história de vida e, mais importante, sua alma.

                                                                     Dê Play



Comente com o Facebook:

0 comentários :

Postar um comentário

Você não precisa de um blog para comentar <3
Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?