Resenha: 'Drive' uma experiência neo-noir

2.3.16
    FICHA TÉCNICA
    ★★★★
    Data de lançamento: 2 de março de 2012 (Brasil)   
      Direção: Nicolas Winding Refn
        Duração: 1h 35m
        PAÍS: EUA
        GÊNERO: Ação, aventura 



          Drive é uma adaptação do romance de mesmo nome escrito por James Sallis em 2005, com roteiro de Hossein AminiNo filme se desenrola a história de um dublê de Hollywood que também trabalha como motorista de escape para ladrões. Antes de ser lançado comercialmente em setembro de 2011, o filme foi mostrado em vários festivais. No Festival de Cannes de 2011, Drive foi muito elogiado e aplaudido de pé por cerca de 10 minutos. Nicolas Winding Refn, diretor do longa, venceu o prêmio de melhor diretor na cerimônia, dizendo que Drive foi inspirado em vários filmes da década de 1980.


        Filmado e ambientado em Los Angeles, o filme foi gravado em formato digital com câmeras Arri Alexa. Os veículos utilizados durante o longa foram: Chevelle Malibu 1973, Impala 2006 e um Mustang GT 2011, estes utilizados pelo personagem do "Motorista",Monte Carlo NASCAR e um Chrysler 300.


        Se você estiver esperando uma espécie de Velozes e Furiosos oitentista pode esquecer, colega. Mas se você estiver atrás de uma aventura doce, com sangue a la Tarantino, este é o filme certo para a sua noite solitária. 

        Ryan Gosling é um cara que leva a vida como dublê de filme (como já citei) e faz trabalhinhos extras sendo cotado para dirigir em fugas além de trabalhar numa oficina de carros. Seus sorrisos, expressões sublimes e falas sucintas tornam o personagem enigmático, ainda mais quando os seus atos desapontam o telespectador. Seria Gosling um mocinho ou o bandido?

        Héroi? Anti- heroi? Por que temos que rotular? Vamos apenas saborear o sangue na tela!
        Uma obra perfeita, sem pecados no figurino, filmagens, a ambientação perfeita onde se instala a dúvida 'em qual período a história se passa?' . Fiquei em dúvida entre o fim dos anos oitenta e começo dos noventa, mas na verdade o filme se passa no hoje, embora alguns elementos crie essa esfera retrô adorável e cativante. A Irene (Carey Mulligan) representa a doçura e a solidão na longa que mais parece uma obra europeia pela cuidadosa edição repleta de pausas e silêncios identificáveis e misteriosos. São as leves curvaturas dos lábios de Irene que dão a obra o romance que ela precisa. 



        Irene tem um filho e Gosling até onde sabemos, não tem família, tudo parece estar caminhando ao lugar certo até que o marido da Irene sai da prisão e volta para a família, Gosling vira o 'amigo da família' , e de repente se vê em um fogo cruzado, entre o dever e o poder, tentar ajudar o marido da Irene que voltou a sociedade cheio de dívidas, e este é o ponto inicial de todos os conflitos correntes. 
        Tiroteios, perseguições e violência bem dosada acompanhado de uma maravilhosa trilha sonora, são aspectos simples que tornaram Drive uma experiência áudio visual fantástica. 

        Comente com o Facebook:

        4 comentários :

        1. Nossa, sua resenha me deixou muito curiosa pra assistir.
          Mas no trailer achei a parte dramatica com músiquinha e slow motion meio over.
          Mas quando li sua comparação com Tarantino bateu na hora hahaha

          Ainda não decidi se coloco ou não na minha lista de próximos filmes mas é um que com certeza assistiria se estivesse passando pelos canais da tv.

          Beijos
          A Mente Transborda
          Curta no Facebook

          ResponderExcluir
        2. Curti, parece um bom filme!
          Adorei *O*

          http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/
          https://www.youtube.com/channel/UCpcxlct8MV87NsFYEYu7wig

          ResponderExcluir
        3. Ola! Gostei do seu Blog e tenho um Artigo para colaborar no seu Blog, faço divulgação na minha rede +2 milhões de acessos e te dou Link do meu blog. Não cobro! O que peço em troca peço é um link dentro do artigo para meu blog. Quer receber uma proposta para avaliação?
          prof.rosioliveira@gmail.com

          ResponderExcluir
        4. Fora que a trilha é demais!! Eu tenho no carro =D

          ResponderExcluir

        Você não precisa de um blog para comentar <3
        Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?