Resenha: Invocação do mal 2

17.6.16
Eu confesso que não sou a maior fã de filmes de terror mas depois de quase ter morrido assistindo Invocação do mal mesmo relutando na época mas optando por ele por falta de opções, eu decidi que queria assistir o 2, lá vai eu e o meu namorado no dia da estréia inventar de assistir esse filme com a sala de cinema cheia e em D-box (a fucking cadeira tremia com os barulhos, fiquei com o maior cagaço!)
Data de lançamento 9 de junho de 2016 (2h 14min)
Direção: James Wan
Gênero: Terror
Nacionalidade: Eua
O casal Lorraine (Vera Farmiga) e Ed Warren (Patrick Wilson) segue o trabalho de investigação de eventos sobrenaturais. Desta vez eles vão até Londres, onde uma mãe solteira com quatro filhostem vivido momentos de aflição, pois sua casa foi invadida por espíritos do mal.


Primeiro eu quero ressaltar que a produção toda ficou maravilhosa, eu amo a sintonia dos dois protagonistas, mesmo sendo suspeita para falar da Vera Farmiga, já que eu acompanho alguns sucessos dela há algum tempo, admiro demais a atuação dela e acho que ela faz o gênero terror de uma maneira incrivelmente única e espetacular. 
Para quem não sabe o filme foi baseado em um caso real, porém existem algumas grandes adaptações na história, e algumas meias verdades, vou deixar o post da Carla onde ela explicou melhor o que realmente aconteceu. ~clica~ e o vídeo do Mateus do canal Assombrado ~clica~
Eu achei a trilha sonora incrível, tudo veio na hora certa e no momento certo. Me assustei pra caramba, ainda mais com a cadeira tremendo.
Eu particularmente achei a história mais interessante do que do primeiro filme mas me assustei menos, o que não é tão ruim assim se você for pensar hahahaha.
Os sustos são bons, o timming das coisas também e os efeitos são incríveis mas tenho que dizer que um dos personagens foi totalmente desnecessário de acordo com o restante. ALERTA SPOILER: No filme um dos personagens é o "homem torto", que 'sai' de um dos brinquedos das crianças, porém ficou extremamente gráfico e eu particularmente achei bastante fake, se formos comparar com o restante dos efeitos eles poderiam ter evitado esse personagem ou terem passado de uma forma diferente que não evidenciasse tanto a computação.
Vamos falar sobre a freira demoníaca que aparece nos trailers, que sinceramente eu só conseguia lembrar do Marilyn Manson (desculpa gente, mas eu não resisti), a presença dessa personagem foi um dos focos de maior 'terror' do filme porém, eu senti falta de desenrolar melhor a história dessa 'vilã'.
Outro ponto extremamente positivo é como eles adaptaram e se preocuparam com os detalhes, se formos comparar as fotos reais com a fotografia do filme é possível notar a semelhança e o trabalho que foi recriar as cenas e até mesmo as personagens. Nos créditos do filmes eles colocam as imagens lado a lado para os telespectadores analisarem o resultado do processo.

Para quem ficou curioso sobre o caso é possível encontrar vários vídeos da história real, já que o caso meio que se tornou um 'circo' na época e foi bastante televisionado.


E vocês? O que acharam? Ficaram com vontade de assistir?

Comente com o Facebook:

0 comentários :

Postar um comentário

Você não precisa de um blog para comentar <3
Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?