Resenha: A escolha - The choice

13.12.16
Tava navegando pelo Netflix e vi um título que não era lá muito chamativo, como sempre não tava dando muita esperança, vi que os atores já tinham feito alguns trabalhos e só, nada de muito surpreendente. Eu tava esperando uma comédia romântica, bem clichê mesmo e no fim acabei abrindo a boca e soltando alguns "Caraca" enquanto os créditos subiam na tela. 
Travis Parker (Benjamin Walker) tem uma vida confortável, um bom emprego, amigos leais e uma casa em pequena cidade costeira. Ele busca diariamente viver plenamente e acredita que um relacionamento sério limitaria o seu estilo de vida. Isso até que Gabby Holland (Teresa Palmer) se muda para a casa ao lado. Mesmo que ela tenha um namorado, a moça o instiga logo de cara e faz com que os dois se entreguem a uma relação que nenhum deles esperava. Baseado em romance do autor Nicholas Sparks.
O filme é leve, parece meio ruim nos primeiros minutos, não te prende como deveria mas depois você vai se envolvendo e a trama vai ganhando força. Como eu escolhi o filme de forma aleatória não sabia nada sobre e depois pra escrever essa resenha acabei vendo que foi uma adaptação do Livro de mesmo título do tão querido Nicholas Sparks, apesar de não ter lido e ter visto algumas pessoas reclamaram sobre a adaptação não ser 100% fiel, foi um filme que eu gostei, que me embalou e que me emocionou.
O filme se estende e ai você fica achando que vai terminar como qualquer outro romance daqueles que o casal briga por algo e logo em seguida ficam juntos mas dai você se surpreende, parece que é o final e a gente vê uma espécie de continuação. Nas resenhas que pude ler, muita gente detestou isso, achou que os atores não convenceram e que o filme acabou ficando massante, quero ressaltar que não li o livro e por isso a minha experiência é somente com o filme, sem poder comparar muita coisa.
Confesso que do meio para o fim, senti a trama se atropelar um pouco, o tempo passou muito rápido, os atores não tiveram um envelhecimento coerente e isso pode ser um ponto negativo para muita gente :/. A história sofre uma reviravolta e ai você fica preso, desesperado e querendo saber o que vai acontecer. Chorei e fiquei pensando muito sobre como escolhas bobas podem interferir tanto na nossa vida.
Eu adorei a trilha sonora, com muitos sons que me fizeram lembrar coisas fofas, inclusive já fui 'catar 'umas músicas pra mim. Algumas me lembravam verão, outras eram bem românticas mesmo. Na fotografia a gente pode ver muito por do sol, cores mais amareladas e bastante natureza.
É um filme bem romântico, típico do Nicholas Sparks, com muita paisagem, muito desentendimento que só aqueles casais que se amam muito são capazes de dar certo e uma pitada de "Ai meu DEUS, não acredito que isso tá acontecendo".
A história mostra aquele típico amor de livro, do cara que faz tudo pela garota e que a gente fica se perguntando "Existe homem assim?" (desculpem rapazes, mas é verdade). No geral, sem ler o livro posso afirmar que é um filme gostoso, leve e fofinho para assistir naquela noite que você quer acreditar em coisas boas, sabe? Eu recomendo, não é a melhor história do Nicholas Sparks mas vale a pena e se você for muito sensível pode até arrancar algumas lágrimas.


Vocês ficaram curiosos? Já leram o livro? Me contem.

Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. Quando saiu nos cinemas, fiquei louca querendo assistir, mas não consegui. Esses dias me deparei com ele no Netflix e foi só amor envolvido. Ainda não li o livro, então não posso falar sobre a adaptação, mas ele me chamou muita atenção. Quero ver ♥

    ResponderExcluir
  2. Fiquei com vontade de assistir, principalmente por "é um filme gostoso, leve e fofinho para assistir naquela noite que você quer acreditar em coisas boas, sabe". Eu quero isso. hahaha

    http://www.mergulhares.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu amei, principalmente ser baseada em um livro hehe adoro o autor!!! O que mais gostei foi o humor dessa garota hahahaha já quero ler o livro também!

    Bjos
    www.enfim-resolvido.com

    ResponderExcluir
  4. Que amor de filme!
    Ainda não assisti, mas amei o trailer.

    ResponderExcluir

Você não precisa de um blog para comentar <3
Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?