Quem é iamamiwhoami?

18.1.17
Na verdade a questão título do post está equivocada. Deveria ser o que é iamamiwhoami?
iamamiwhoami é um projeto audiovisual experimental idealizado pela cantora sueca  Jonna Leeco-produzida por Claes Björklund. A dupla possui três álbuns de estúdio Kin, lançado em 2012 o álbum pode ser encontrado completo no youtube com a duração aproximada de 40 minutos, oferecendo uma experiencia sensorial perceptiva adornada pela voz aguda da Jonna. É simples, mas como já afirmei, é sensorial, não é uma hiper produção hollywoodiana, é algo pessoal e reflexivo.
Em 2013 eles lançaram Bounty, mais concreto e obscuro em relação ao trabalho anterior, em seus videos Jonna mostra-se como um réptil, trocando de pele a cada canção nova a cada cenário e ambientação abstrata que parece ter saído de um sonho sem sentido saindo de seu próprio corpo entregando-se a metamorfose, esse projeto também pode ser encontrado no Youtube, possui quase uma hora de duração, é uma obra com profundidade que possui muito a dizer sobre. Uma das peculiaridades que atribuem personalidade ao projeto é o fato de que cada faixa do álbum é nomeada com uma letra do título do álbum: Bounty. Sendo faixa nº b, faixa nº2 o... assim por diante. Visualmente falando esse é o meu favorito, dá para ter uma noção do conteúdo apenas ouvindo a faixa "Y''.
No ano seguinte, em 2014 lançaram então o tão aclamado álbum BLUE, e como é de se esperar a cor azul mostra-se presente durante toda a experiência visual, iniciando uma jornada fria e branca, unindo elementos como gelo, pedras água e um figurino exótico em branco e transparente, por hora nos deparamos com folhas em branco presentes no trabalho anterior e o céu róseo apaixonante enquanto a voz macia de Jonna torna tudo claro e limpo para ser sentido. Musicalmente falando é o meu álbum favorito, entre altos e baixos, cada trabalho multimídia possui o seu ponto forte. 
E BLUE ainda tem um Live incrível feito em 2015 com mais experiência audiovisual, só que no palco. É algo incrível: iamamiwhoami; CONCERT IN BLUE

Em seus dois primeiros álbuns como iamamiwhoami, Jonna Lee explorou universos surreais povoados por árvores intermitentes, manequins psíquicos e monstros altos, sem rosto. BLUE é no mínimo estranho em comparação aos anteriores marca a estranheza em favor de melodias redondas e fáceis. É como se estivesse se encerrando onde começa. Mais sutil e calma, se entregando ao mar. 


Comente com o Facebook:

0 comentários :

Postar um comentário

Você não precisa de um blog para comentar <3
Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?