Resenha: O impossível

7.1.17
Talvez poucos saibam mas eu curto muito filmes baseados em fatos reais, sou extremamente emotiva e quando se trata de filmes que contam tragédias o choro é o meu companheiro. Comecei a rodar os títulos no Netflix e quando li a sinopse desse fiquei bastante interessada.
O casal Maria (Naomi Watts) e Henry (Ewan McGregor) está aproveitando as férias de inverno na Tailândia junto com os três filhos pequenos. Mas na manhã de 26 de dezembro de 2004, enquanto curtiam aquele paraíso após uma linda noite de Natal, um tsunami de proporções devastadoras atinge o local, arrastando tudo o que encontra pela frente. Separados em dois grupos, a mãe e o filho mais velho vão enfrentar situações desesperadoras para se manterem vivos, enquanto em algum outro lugar, o pai e as duas crianças menores não têm a menor ideia se os outros dois estão vivos. É quando eles começam a viver uma trágica lição de vida, movida pela esperança do reencontro e misturando os mais diversos sentimentos.
O filme conta a história de uma família que estava passando férias na Ásia e acabou enfrentando o terrível Tsunami que matou milhares na Tailândia em 2004, o filme é bem direto e já parte para a tragédia sem muitos rodeios. A trama fica em torno da família e mostra um pouco sobre como o Tsunami devastou o país.
O filme é bastante emocionante e garante ser um drama daqueles e me peguei com um olho na minha lágrima várias vezes hahaha.
A atuação é incrível, até as crianças surpreendem e mostram que tentaram ao máximo transmitir para quem fosse assistir a dor e a força daquela família, fiquei surpresa com o ator Tom Holland que faz o papel do filho mais velho, Lucas.
A fotografia é linda, mesmo em meio a tragédia é possível notar a preocupação em passar tudo da forma mais realista possível. Sem falar na maquiagem, em cenas de feridas eu particularmente achei bem real, tampei o olho várias vezes porque eu tenho pavor de sangue (mas calma que se você também tem, não é nada pra desmaiar).
Num geral, achei o filme bem realista, dá pra ver que os atores se entregaram e você entra na história se emocionando e torcendo pras coisas darem certo a cada reviravolta. Esse é um daqueles filmes que te faz pensar em como algumas pessoas são capazes de fazer o possível e o 'impossível' para sobreviver. Vale a pena assistir.

E vocês? Já assistiram? Curtem filmes assim?

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. amo esse filme 💜 Seu blog é muito lindo 💜😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso, né?
      AAAAAH, muito obrigada *-*

      Excluir
  2. Ai que agoniiiiiia que me deu essa cena do gif, hahaha. Fiquei super dividida depois de ler esse post, porque o filme parece ser INCRÍVEL, mas aff, tão triste que já me imagino morrendo só de assistir. Vai ser um filme que eu vou ver quando estiver emocionalmente preparada e muuuito no clima, que é pra ter certeza que eu vou sobreviver até o final.
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai miga, eu adoro filmes assim e confesso que achei bastante emocionante. Fiquei bem deprê mas ó, o final vale a pena. MESMO <3

      Excluir
  3. Esse filme é lindo, chorei demais nele.
    http://www.blogsecretplace.com/

    ResponderExcluir

Você não precisa de um blog para comentar <3
Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?