9.7.18

Look do dia: Eu nunca me senti tão eu

Eu acho até um pouco engraçado o poder que a moda tem, fico mega chateada quando vejo alguém dizendo que a maneira que a gente se veste não é importante ou é fútil, porque eu discordo totalmente. Eu cresci presenciando minha mãe que é costureira trabalhando com linhas e tecidos e desde muito nova sempre me interessei pelo assunto, de maneira tímida e desestruturada comecei a trabalhar com isso, nunca me sentindo preparada e não entendendo muito bem a maneira que eu deveria exercer meu trabalho, porque pra mim moda sempre significou mais que tendências ou peças desejo, pra mim moda sempre representou arte e como as roupas são capazes de contar um pouco da nossa história.
Consumindo em brechós eu descobri o tal vazio que eu sempre senti exercendo minha profissão, aquele toque que eu sempre sentia que meus colegas "estudados" tinham e eu não, o tal do autoconhecimento é uma ferramenta preciosa mesmo e com ela somos capazes não só de montarmos a nossa própria imagem mas de lermos a dos outros e confirmarmos que moda não é algo fútil, ela é capaz de dizer muito sobre cada um de nós.
Sabe quando você admirou alguém pelo estilo dela e pensou que não teria coragem de vestir aquilo? Você já se perguntou o por quê? Eu digo que meu porquê era medo, eu tinha medo do que iriam pensar, eu mesmo trabalhando com isso passei anos da minha vida apenas vestindo peças que não representavam nada sobre o que eu queria ser naquele momento.
Pode parecer estúpido (espero que não) pra você que esta lendo esse texto mas quando a gente se encontra nas coisas, seja na profissão, na moda ou na vida parece que isso reflete diretamente na nossa perspectiva, na nossa visão das outras coisas. E fala sério, se tem coisa melhor do que se olhar no espelho e ter orgulho de ser do jeito que você sempre quis? A maneira como a gente se veste é um pequeno pedaço de como a gente se enxerga e deixa os outros nos enxergarem.

Look simples mas muito ousado para tudo que eu já usei na vida. Pensei que me sentiria muito extravagante com a meia, mas quando a gente abraça nosso estilo, tudo fica tão confortável.
Camisa: Marisa | Boina: Chapéus 25| Meia: Happy Socks | Saia: Topshop | Sapato: Yellow Factory | Bolsa: Aliexpress

Comente com o Facebook:

1 comentários :

  1. Que graça, sentia o mesmo que você! Às vezes deixamos comentários das pessoas nos limitarem e nos prenderem... eu era assim por um bom tempo e não percebia que ser eu mesma era incrível. Hoje eu amo ser eu e sinto uma paz por estar livre de fazer o que agrada outras pessoas. Adorei seu look me lembra aquela menina do filme "Como eu era antes de você" mas ainda sim você fez diferente <3

    Apenas eu, Day

    ResponderExcluir

Você não precisa de um blog para comentar <3
Pode comentar a vontade, dar sugestões bater um papo comigo e fazer criticas desde que essas acrescentem alguma coisa. Sinta-se em casa, só não vale ser grosseiro tá?